Mercado de game mobile cresce no Brasil

Um dos dados que tem surpreendido bastante é a forma como o mercado de games mobile cresce no Brasil. De acordo com alguns levantamentos precisos, foi observado que 2,4 bilhões de pessoas estão jogando games mobile.

Ou seja, para esse ano a estimativa é que 2,7 bilhões de pessoas estarão emergindo nos jogos de game mobile. Na verdade, o que esse número corresponde é uma realidade que é possível de ser prevista. Isso quer dizer que, não para de crescer o mercado de games mobile, não só no Brasil, como também no mundo.

O game mobile é um mecanismo que veio, certamente, para ficar. Uma das vantagens que se destacam por meio desse recurso é que os jogos mobile podem ser acessados a qualquer momento e em qualquer lugar.

Dessa forma, se debruça como uma vantagem que os computadores estão longe de representarem. 

Jogos mobile começam a ganhar novos recursos

O mercado de games mobile cresce no Brasil e isso é uma verdade que pode ser amplamente enxergada. Mesmo que os games em celulares possuem a tendência em apresentar recursos mais simplificados e básicos, em comparação às demais plataformas, outras possibilidades estão surgindo.

Ou seja, o avanço na tecnologia tem permitido que os celulares ganham jogos com mais complexidades e também cada vez mais ricos em estruturação. Isso se estende até mesmo para as plataformas como Xbox, e também PlayStation. Essas, por sua vez, já começam a encontrar espaço nas aplicações mobile.

A China, por exemplo, é um país que atualmente mais desenvolve games mobile. Contudo, também se caracteriza como o maior mercado. Nesse caso, também foram registrados em torno de 620 milhões de jogadores.

Porém, essa numeração não paralisa por aí. De acordo com alguns especialistas, a tendência é que esse número só cresça ainda mais. Inclusive, a China é o país que mais dispõe de recursos neste mercado.

Mercado de game mobile cresce no Brasil de forma estruturada

O mercado de games mobile cresce no Brasil e nos principais países do mundo. O número de usuários de jogos mobile aumenta de forma significativa. E isso, certamente, acaba tornando esse mercado ainda mais rentável.

Embora muitas pessoas acabem achando que os jogos em sua maioria são gratuitos, não é bem assim que acontece. Isso porque, o download pode até ser uma especificação gratuita, mas para avançar em algumas funções do jogo, é necessário dispor de investimentos.

Uma outra sinalização importante é que foi observado que a maior parte da receita gerada nos jogos mobile vieram de três principais categorias que, surpreendentemente são: os games de quebra-cabeça, estratégia e também jogos de azar.

Além disso, é importante indicar que o mercado de games mobile cresce no Brasil porque alguns outros jogos, classificados como os Casuais também estão contribuindo para essa realidade.

Esses jogos, por sua vez, são: games de combinação de cores, empilhamento de caixas, dentre outros. Atrelado a essa informação, quando se trata de seleção e venda dos melhores jogos, o DFG Games é uma página mais indicada. Confira agora! 

Assiduidade dos jogadores mobile

Sem dúvida alguma, esse é um ponto que reflete bastante quando se trata do crescimento de games mobile no Brasil. Isso porque, o perfil dos jogadores tem sido considerado um dos mecanismos que têm atuado nesse cenário.

Ou seja, esse perfil sofreu uma alteração significativa nos últimos anos. Conforme alguns levantamentos importantes, foi visto que 56% dos usuários de jogos mobile acessam mais de 10 vezes por semana.

Sendo assim, em média, foi apontado que todos jogam de dois até cinco jogos diferentes por mês. Esse mesmo levantamento demonstrou que a maioria dos jogadores são mulheres, enquanto 37% eram homens.

Em resumo, essas informações também podem traduzir que as mulheres apresentam um perfil completamente diferente dos homens quando o assunto se trata na escolha dos games.

Isso porque, os homens podem ter maior preferência por jogos na categoria de ação e tiro. Enquanto isso, as mulheres se inclinam para os jogos mais casuais, como por exemplo, Candy Crush.

Outra demonstração considerável é em relação a faixa de idade.  Foi observado que os homens de 32 anos são os que mais jogam. E, a média feminina está um pouco acima, 36 anos de idade.

você pode gostar também