Marketing e patrocínios de marcas automotivas nos esportes

É sabido que as diversas fábricas de carros como os Jeep seminovos têm uma relação forte com os esportistas de elite. E não é à toa que as marcas de tecnologia automotiva procuram a esportistas e equipes de um modo geral, porque a promoção direta e indireta possui uma enorme repercussão, sendo algo muito positivo para as vendas de cada uma dessas marcas.

É verdade que os esportistas, de um modo geral, têm uma enorme fidelidade pela marca que representam. Sejam carros de luxo ou Jeep seminovos, eles são fieis pois é um bom negócio que acaba sendo muito positivo para todos. 

Por outro lado, também é verdade que todo mundo tem um ídolo no esporte, seja no futebol, na NBA, no tênis ou na Fórmula 1, por exemplo, e os fabricantes de veículos sabem disso e da importância que então tem o fato de associar a imagem dos seus carros, como os Jeep Renegade seminovos, por dar um exemplo, a esses esportistas/ídolos.

Grandes esportistas da NBA, ídolos do futebol, os top ten do tênis, costumam ter as suas imagens associadas a alguma marca de automóveis. O marketing direto e indireto é bem forte junto a esses astros dos esportes de elite internacional. 

Ao longo dos anos diversos esportistas foram ou são a imagem de diversas marcas, como o o grande tenista Novak Djokovic e Peugeot, ou a equipe do Real Madrid e Audi. Também o Iker Casillas e Hyundai e o Rafael Nadal e Kia. São diversos os exemplos passados e atuais. 

O marketing esportivo e o seu significado

Quando você pensa em determinados veículos, como o Jeep Compass seminovos ou os Renegade novos ou qualquer outro tipo de carro, não é por acaso. Existe o marketing que leva a informação para você acabar tomando conhecimento da existência desse veículo. 

Acontece que o marketing esportivo faz parte da essência do esporte, por isso você vê publicidade na camiseta dos jogadores de futebol, observa os cartazes de publicidade nos estádios e até nas redes sociais dos diversos clubes.

Qual é o objetivo disso tudo? Simplesmente ganhar dinheiro e também satisfazer os desejos e as necessidades das pessoas que fazem esportes. Definitivamente o marketing esportivo está nas marcas, nos clubes, nas instituições e negócios relacionados com a atividade esportiva.

Hoje em dia o esporte não é mais somente um entretenimento: com o passar do tempo o esporte se transformou em uma grande e forte potência econômica e social. 

Um exemplo muito esclarecedor para entender o significado do marketing esportivo é a história de Philip Knigh, co-fundador de Nike, que revolucionou a indústria do esporte criando o modelo ‘Air Jordan’ associando a imagem do então jovem talento do basquete Michael Jordan.

A partir desse fato, muitas marcas ao redor do mundo utilizaram essa mesma filosofia de unir a imagem de um grande esportista com o produto que fabricam. 

As Olimpíadas e o marketing esportivo

Conseguir que milhões de pessoas ao redor do mundo vejam a publicidade de uma marca é possível, sim, quando se trata das olimpíadas. Sem lugar a dúvidas, os Jogos Olímpicos é o grande acontecimento esportivo que revive a cada quatro anos.

As Olimpíadas conformam a plataforma ideal para publicitar, por exemplo, um carro ou um serviço. Os novos ou seminovos Jeep ou outras marcas de grandes produtos podem utilizar essa opção para conseguir chegar a milhões de espectadores!

Por exemplo, nas olimpíadas de Barcelona 1992, o Toledo elétrico foi o carro criado especialmente para acompanhar aos atletas na prova da maratona. Pela Vila Olímpica, 400 voluntários conduziam os Toledo e Ibiza para transportar aos atletas, aos jornalistas e aos delegados.

Já nas Olimpíadas de 2004, foi Hyundai a marca que deu o carro oficial em Atenas e nas Olimpíadas de Pequim de 2008 foi a Volkswagen que entregou 6 mil veículos para o transporte dos esportistas.

No ano de 2012, as Olimpíadas em Londres tiveram a BMW que possibilitou o uso de 4 mil veículos apoiando aos atletas. Nos Jogos Olímpicos no Rio, foi a vez da marca japonesa Nissan, a mesma que apoia os atletas na própria casa, nestas Olimpíadas de Tóquio.

você pode gostar também