Iluminação em apartamentos: saiba como usar ao seu favor

Hoje em dia, é essencial entender como usar a iluminação em apartamentos. Isso porque já se enxerga a camada de iluminação como uma das mais importantes dentro de um projeto de decoração. No entanto, como nem todo mundo consegue contratar um decorador profissional para lidar com essa demanda, é importante entender como fazer o serviço por conta própria.

Antigamente, a iluminação sempre foi vista como algo funcional. Afinal, ela só importava dentro do contexto de fornecer luz para quando anoitecesse. No entanto, atualmente já se percebe como um trabalho de iluminação pode transformar completamente um cômodo. Com o uso certo de luzes, dá para aumentar ou diminuir um cômodo, torná-lo mais confortável ou mais operacional e por aí vai.

Quer saber como usar a iluminação em apartamentos do jeito certo? Então siga a leitura do artigo abaixo!

Como usar a iluminação em apartamentos em 4 dicas

1. Use e abuse do LED

O uso de luminárias de LED no seu projeto de iluminação é imprescindível. Afinal de contas, não existe nenhum fator em que as lâmpadas incandescentes ou fluorescentes sejam mais interessantes ou vantajosas do que as de LED.

Mesmo na questão do preço, a diferença não é tão grande assim e se dissipa completamente em relação ao custo por watt ou na durabilidade. Para se ter uma ideia, uma lâmpada LED dura aproximadamente 8 anos, dependendo do uso dado a ela. Já uma lâmpada incandescente dura apenas 1000 horas. Se você deixá-la acesa por 5 horas por dia, isso equivale a 200 dias, o que é pouco mais de 6 meses. Ou seja: ainda que o preço da LED seja maior, ela é muito mais durável do que a incandescente ou a fluorescente.

Para terminar, a lâmpada LED pode ter várias cores diferentes e é fria. Isso significa que você pode montar vários projetos diferentes e tem mais flexibilidade, pois ela não transformará o ambiente em um lugar quente.

2. Compre lâmpadas inteligentes

Uma dica muito útil é comprar lâmpadas inteligentes. Existem algumas no mercado atualmente e, apesar de caras, elas permitem uma série de configurações muito úteis para os seus projetos de decoração.

Por exemplo, uma lâmpada inteligente pode mudar de cor e intensidade facilmente. Basta controlá-la com o aplicativo ou o controle remoto disponibilizado pela fabricante.

Assim, você pode montar sistemas de decoração que deixam a casa mais ou menos iluminada dependendo do uso daquele cômodo. Quer uma sala mais confortável para receber os amigos? Invista em luzes amarelas. Quer ver um filmezinho? As luzes reduzem a intensidade até quase o fim. Perdeu a chave no chão e não encontra? As luzes assumem o máximo de intensidade e iluminação branca.

Isso tudo sem mencionar o fato de que as lâmpadas inteligentes podem se conectar com a inteligência artificial da sua casa, seja a Alexa da Amazon ou a do seu smartphone. Basta dar o comando de voz e controlá-la adequadamente.

3. Planeje a iluminação como complemento da decoração

Quando for desenhar a iluminação da sua casa, pense nela sempre como um complemento da sua decoração. Por exemplo, sua sala é no estilo industrial, mas tem uma pegada mais confortável? Use luzes amarelas para isso, preferencialmente dispostas em uma linha, como em uma fábrica. Já sua sala é mais minimalista e elegante? Use spotlight com lâmpadas brancas escondidas em uma sanca.

4. Aposte na iluminação natural durante o dia

A iluminação não é apenas ditada pelo uso de lâmpadas no seu projeto, mas também pela luz natural do Sol. Isso mesmo: você pode usá-lo para trabalhar bem com a sua decoração também.

É claro que o Sol só está disponível durante o dia, mas ele pode fazer a diferença na sua casa. Em primeiro lugar, uma casa iluminada com bastante luz natural gasta menos energia elétrica, tanto para a iluminação, quanto para o aquecimento no inverno.

Em segundo lugar, a luz do Sol é a melhor para a saúde dos nossos olhos. Por isso, ela deve sempre ser aproveitada, se possível. Nesse caso, vale a pena deixar as janelas livres, sem impedimentos e considerar aumentá-las, se possível.

Pense em como o fluxo de luz natural entra na sua casa e o que você pode fazer para espalhá-lo pelo cômodo. Às vezes, derrubar uma parede ou mudar um móvel de lugar faz uma diferença enorme na iluminação geral do ambiente, pois permite aproveitar melhor essa luz.

Essas são as mais importantes dicas de como usar a iluminação em apartamentos. Considerando que esses imóveis estão cada vez menores, o jogo de luzes se torna cada vez mais importante dentro deles. Afinal, elas podem transformar as dimensões mais reduzidas em algo aconchegante e charmoso ou, quando mal utilizadas, em algo apertado e ruim. Por isso, saber como usá-las é muito importante.

E aí, gostou do conteúdo? Comente abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

você pode gostar também