Quais os benefícios do uso do fio dental para a higiene bucal?

Muitas pessoas, pelo cotidiano corrido, acabam por se limitar a apenas as técnicas adequadas de escovação durante a higiene bucal. No entanto, a escovação sozinha, não é suficiente para conseguir manter a boca livre da ação de bactérias.

Logo, tão importante como a escovação é o uso do enxaguante e do fio dental. A passagem do fio dental, por sua vez, deve acompanhar uma das escovações diárias, sendo de preferência a noturna, já que é considerada a mais importante.

Veja a seguir quais são os principais benefícios do uso do fio dental.

Os benefícios da passagem do fio dental

Deixar a passagem do fio dental de lado não deve ser uma opção, ainda mais para aqueles que fazem o uso do aparelho ortodôntico. É por esse hábito que se consegue retirar os restos de alimentos que a escovação não consegue remover, prevenindo a incidência dos problemas bucais comuns e até mesmo os mais graves.

Eliminação da placa bacteriana

A principal vantagem do uso do fio dental se resume ao combate à formação da placa bacteriana, uma vez que a parte dela que surgem os demais danos à saúde bucal. Esse cordão de nylon é responsável por retirar os resíduos que estão entre o dente, local que as cerdas da escova não conseguem alcançar.

Com isso, há o controle do número de microrganismos na zona bucal e evita a formação da placa bacteriana nesses locais de difícil acesso. Logo, essa ação antibacteriana é essencial para a otimização da limpeza da boca e suas estruturas dentárias.

Combate ao mau hálito

Uma vez que há a redução do número de bactérias na boca, se combate também a toxina produzida por eles na absorção de nutrientes dos resíduos deixados. É essa substância a principal causadora do mau hálito.

Portanto, o uso do fio dental colabora diretamente para a manutenção de um hálito mais agradável.

Prevenção a formação do tártaro

Levando em conta que o espaçamento entre os dentes é de difícil acesso para as escovas, é muito mais fácil para as bactérias se desenvolverem e se proliferarem. Logo, a passagem do fio é a principal forma de impedir que elas evoluam para o tártaro.

O tártaro se trata da evolução da placa bacteriana, sendo a sua forma calcificada. Possui um forte impacto estético no sorriso, por suas manchas amareladas e amarronzadas características. Essas manchas são niveladas e “duras”, sendo mais perceptíveis.

No entanto, uma vez que desenvolvidas nos espaços entre os dentes podem não ser tão visíveis assim e acabarem por serem ignoradas e não tratadas devidamente.

Prevenção a formação das cáries

As cáries se trata da evolução do tártaro, que permite que as bactérias desgastem não só o esmalte dos dentes, mas se aprofundem em sua estrutura e consigam atingir a dentina, e em sua fase final as raízes do dente.

À medida que as bactérias vão evoluindo, os problemas causados por elas vão se agravando, e não impactam apenas a arcada dentária.

Prevenção de doenças gengivais

Com o acúmulo de bactérias entre os dentes e o tecido gengival, a gengiva se irrita e sintomas como dor, vermelhidão e sangramentos durante a higiene bucal são percebidos.

Esses são alguns dos sintomas da gengivite, que é justamente a inflamação do tecido, sendo caracterizada pela formação de “bolsões” na superfície afetada.

Aqui também a passagem do fio dental é vista como uma das formas de tratamento, ajudando a remover o tecido inflamado marcado pela doença. Pelo contrário, a doença se desenvolve ainda mais e origina a periodontite, que por sua vez atinge a sustentação da dentição e pode levar a perda de parte da dentição.

Melhora da estética do sorriso

Por fim, visto que a passagem do fio de nylon consegue combater todos esses danos ao sorriso, colabora para a manutenção da saúde bucal em dia, assim como a boa aparência do sorriso.

Um sorriso livre de complicações é um sorriso mais branco e mais saudável, colaborando não só com o ganho de confiança e melhora da autoestima, mas também com a melhor qualidade de vida.

Não somente livrando os dentes de restos de alimentos grudados, mas também preservando o esmalte dentário de manchas e desgastes que impactam a estética de forma negativa.

O uso do fio dental deve ser feito ao menos uma vez ao dia de forma lenta e precisa. Opte por fios encerados e que não soltam “fiapos” durante a passagem. O ideal é que seja usado 40 centímetros durante a execução da rotina. Em caso de

Se tiver alguma dúvida ou dificuldade, consulte o dentista.

você pode gostar também