Comprar empresa é um passo significativo para qualquer empreendedor, e para garantir o sucesso do processo, é fundamental identificar o melhor alvo de venda para que a companhia em questão esteja alinhada aos objetivos e às necessidades do seus negócios atuais. 

O primeiro passo nessa jornada é avaliar a motivação para a venda da empresa, que pode ser motivada por aposentadoria, terceirização da gestão, busca por um sucessor, arrecadação de recursos ou interesse em investir em novos empreendimentos. Essa análise antecipada permite ao empresário planejar o procedimento com clareza e buscar uma negociação que se alinhe às suas metas.

Ao colocar o negócio à venda, o vendedor também vai olhar qual é o tipo de comprador que melhor atende às necessidades. Existem diferentes tipos de venda que podem ocorrer, cada um adequado a diferentes cenários e propósitos:

  • A alienação para investidores estratégicos é uma estratégia em que a empresa é vendida para outra companhia que atua no mesmo setor ou em um segmento correlacionado. Isso pode envolver uma organização concorrente, uma empresa buscando entrar em uma nova área do mercado ou até investidores estrangeiros que desejam fazer negócios no Brasil. Nesse tipo de venda, o investidor estratégico normalmente adquire 100% da participação na empresa, o que pode impulsionar o valor da transação.
  • Outra estratégia é a venda para fundos de investimento, que é uma opção quando o objetivo é vender apenas uma parte da empresa ou arrecadar capital para melhorar a situação financeira de um negócio que não está indo tão bem. Essa alternativa é indicada para aqueles que precisam de recursos para impulsionar o crescimento da companhia e desejam se preparar para uma futura transação mais robusta.
  • A venda para um sócio é uma opção quando o empreendedor deseja sair das obrigações com a gestão e passar o negócio adiante para um sócio que já está atuando na empresa. Nesse caso, essa transação deve ser tratada como se fosse uma venda para um terceiro, e é recomendável contar com a mediação de um assessor financeiro imparcial para avaliar os motivos da negociação e determinar o valor mais justo.

O tipo de transação mais adequado dependerá da motivação do vendedor e das condições do mercado e setor em que a empresa está inserida. 

Após essa definição, é importante seguir um procedimento estruturado de compra e venda da empresa para garantir uma negociação otimizada. O passo a passo inclui:

1. Preparação para a venda

Antes de disponibilizar a empresa no mercado, é essencial preparar adequadamente o negócio. Isso envolve reunir todos os documentos relativos à situação financeira, fiscal, contábil e administrativa da empresa, garantindo que tudo esteja em ordem para a transação. 

O comprador deve exigir essas documentação para se certificar de que a empresa está com tudo organizado, sem ter surpresas no final das negociações ou após o fechamento do negócio.

2. Mapeamento pré-deal

Por parte do comprador, o primeiro passo é realizar um estudo de mercado para identificar quais empresas estão alinhadas aos seus objetivos ou apresentam sinergias com sua própria companhia. Do lado do vendedor, cabe negociar com os interessados primeiramente apresentando o mínimo de informações possíveis para que a transação não seja prejudicada.

3. Valuation 

Uma avaliação detalhada é necessária para determinar o valor real do negócio a ser vendido. Isso fornece segurança tanto para o vendedor quanto para o comprador, garantindo que a oferta esteja alinhada à realidade da empresa e ao valor que ela pode agregar. Há diferentes metodologias de avaliação de empresas que podem ser utilizadas. São elas: fluxo de caixa descontado; múltiplos de mercado; e valor patrimonial.

4. Negociação 

As etapas seguintes são relacionadas aos processos de negociação, que devem ser conduzidos por ambas as partes para alcançar uma oferta mais adequada, considerando as perspectivas de crescimento e lucro que a transação final pode gerar.

A compra de uma empresa é um processo complexo e delicado, e contar com o auxílio de assessores profissionais é fundamental para que empreendedores possam se preparar para uma transação com maior valor e menor risco. 

Fonte: Capital Invest – assessoria especializada em fusões e aquisições.

O que você achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Compartilhe.